Visão Global do Plano de Implementação

Multi-moeda

98 views 24 Fevereiro, 2017 3 Março, 2017 Valuekeep 0

O Valuekeep está preparado para lidar com várias moedas simultâneamente de forma a permitir registar, processar e explorar informação monetária em várias moedas.

Esta valência é usualmente designada por “suporte multi-moeda”.

Existem alguns conceitos que importa desde já explicar:

Conceitos multi-moeda

Moeda Transação: Esta é a moeda que o utilizador escolhe ao registar uma determinada transação/documento ou entidade de negócio e afeta todos os campos monetários da entidade que se está a criar.

Moeda Base: É a moeda padrão ou “por omissão” da aplicação. É definida uma única vez no processo de subscrição ou instalação e não pode ser alterada. Tipicamente esta moeda reflete a nacionalidade do subscritor. Esta moeda é importante na medida em que, na ausência de qualquer outra indicação, os campos monetários apresentados ou solicitados são na moeda base. Além disso, todos os campos monetários armazenados, independentemente da moeda da transação, são também persistidos na moeda base juntamente com o respetivo câmbio ficando assim “congelado” no tempo. Este câmbio, pode ou não encontrar-se disponível para edição no momento em que a transação é efetuada; não sendo definido pelo utilizador o cambio usado será o que se encontrar em vigor no momento da transação.

Moeda Reporting: A moeda de reporting é uma moeda alternativa que, como o nome indica, se destina essencialmente a permitir explorar (report) informação numa 3ª moeda. Tal como a moeda base, a moeda de reporting é definida uma única vez no processo de subscrição ou instalação. Todos os valores monetários são também convertidos e persisitidos nesta moeda, embora, ao contrário do que acontece com a moeda base, os valores na moeda de reporting são sempre convertidos usando o cambio actual e este cambio, para além de nunca aparecer directamente disponível para edição, também não é armazenado.

Símbolo ISO: Em todas as situações em que um campo monetário é apresentado ou solicitado, o utilizador pode identificar rapidamente a moeda a que esse campo está associado através do símbolo ISO mostrado.

Cenários multi-moeda

O conceito multi-moeda surge em vários cenários, a saber:

 Contratos Cliente/Fornecedor ou Garantia: Os contratos estão sempre associados a um determinada moeda a definir pelo utilizador. Todos os campos monetários do contrato (custos de Artigos, Serviços e o valor global do documento) encontram-se especificados nessa moeda.

Artigo: os campos monetários do artigo (preço de compra, custo médio, custeio, etc) estão implicitamente especificados na moeda base;

Ativo: o ativo possui um campo monetário (Preço compra) que pode ser especificado numa qualquer moeda que o utilizador indicar;

Outro Custo: o valor máximo associado à entidade “Outro Custo” pode ser especificado numa qualquer moeda que o utilizador indicar;

Tipo de Despesa: os valores máximos associados a um tipo de despesa podem ser especificados numa qualquer moeda que o utilizador indicar;

Registo de Trabalho: no documento “Registo de trabalho” para uma ordem de trabalho, o utilizador não vê campos monetários embora os custos de mão-de-obra estejam a ser contabilizados e armazenados para futura exploração. Estes valores estão especificados na moeda base;

Registo de Despesas: o registo de despesas associado a uma ordem de trabalho pode ser especificado numa qualquer moeda que o utilizador escolha. Ao indicar um tipo de despesa associado a uma outra moeda, os valores serão convertidos para a moeda do documento usando o câmbio atual;

Registo de Outros Custos: o registo de custos associados a uma ordem de trabalho pode ser especificado numa qualquer moeda que o utilizador selecione. Ao indicar um tipo de custo associado a uma outra moeda, os valores serão convertidos para a moeda do documento usando o câmbio atual;

Registo de Consumos: no registo de consumos de materiais para uma ordem de trabalho, o utilizador não vê campos monetários embora os custos associados aos materiais indicados estejam a ser contabilizados e armazenados para futuras explorações. Estes valores são armazenados na moeda base.

Funcionário: o funcionário possui um campo monetário (Custo/hora) que apesar de ser sempre especificado na moeda base, será devidamente convertido quando é criada uma qualquer transação numa moeda diferente.

Especialidade: as especialidades possuem custos que são especificados numa qualquer moeda que o utilizador indicar.

Competência: as competências estão obrigatoriamente associadas a uma especialidade de forma que o campo “Custo padrão” é implicitamente indicado na moeda da especialidade associada.

Foi útil?